Douro Valley Wine Experience (almoço incluído)

desde 94

weMOVEon DOURO VALLEY – Douro Wine Experience

@Douro

Versão Harmonia com a Natureza

O Douro Vinhateiro é a região vinícola demarcada mais antiga do Mundo e, para além disso, é também Património Mundial.

Para reservar, introduza o número de pessoas e a data pretendida

Avaliado 4.00 em 5 baseado em 1 avaliação de cliente
(1 opinião de clientes)

94

Vale a viagem porque:

O Douro Vinhateiro é a região vinícola demarcada mais antiga do Mundo e, para além disso, é também Património Mundial. E os títulos não enganam, conhecer o Douro Vinhateiro é desbravar “o reino maravilhoso”, como lhe chamou o poeta português Miguel Torga.

No Douro, a primeira intervenção é divina. Foi o rio que serpenteou a terra e recortou os vales, muitos deles tão profundos e avassaladores que proporcionam paisagens dignas de miradouro encosta sim, encosta sim. Depois veio o Homem e moldou as montanhas de xisto, plantando a vinha nos socalcos que recebem o abraço do sol. Talvez no início não se tenha sabido o valor daquelas terras e a qualidade do vinho que dali iria sair. Mas hoje já não sobram dúvidas. Foi um trabalho sábio, de onde brotam, todos os anos, vinhos únicos.

Visitar o Douro é provar com os olhos o que de melhor a Natureza tem para oferecer. Mas desengane-se quem acha que sai do Douro sem agradar o palato. A gastronomia regional também merece, com certeza, uma bênção divina, sobretudo quando harmonizada com os melhores néctares da região.

O que está Incluído e excluído do tour num piscar de olhos
O que está incluído neste tour?Items que estão incluídos no preço do tour.
  • Transferes em carrinha de luxo de 9 lugares
  • Tour guiado
  • Entrada na Casa Mateus
  • Entrada na Quinta
  • Almoço
O que não está incluído neste tour.Items que não estão incluídos no preço do tour.
  • Despesas Pessoais
  • Gratuitidades
  1. 9:00 Partida Porto
  2. 9:45 Amarante

    Amarante teve provavelmente a sua origem nos povos primitivos que habitaram a serra da Aboboreira (habitada desde a Idade da Pedra), embora se desconheça exatamente o nome dos seus fundadores. Contudo, só começou a adquirir importância e visibilidade após a chegada de São Gonçalo (1187-1259), nascido em Tagilde, Guimarães, que aqui se fixou depois de peregrinar por Roma e Jerusalém. A este santo se atribui a construção da velha ponte sobre o Rio Tâmega.

    Amarante torna-se alvo de peregrinações e a povoação foi crescendo. Já no século XVI, D. João III ordena a construção do Mosteiro de São Gonçalo sobre a capela junto à ponte sobre o Rio Tâmega, onde, segundo a tradição, São Gonçalo terá vivido e foi sepultado.

    Em 1763, ocorre a derrocada da velha Ponte de São Gonçalo devido às cheias do Rio Tâmega. Nos anos seguintes foi reconstruída com o aspeto que ainda hoje apresenta.

    No início do Século XIX, Napoleão Bonaparte tenta invadir Portugal. Em Amarante passaram as invasões francesas, sendo palco do heróico episódio da Defesa da Ponte de Amarante que valeu ao General Silveira o título de Conde de Amarante. A própria vila de Amarante teve a honra de ser agraciada com o colar da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito que reflete no seu brasão municipal. Após este episódio criaram-se planos para a reconstrução da vila, pois os franceses tinham incendiado quase a totalidade das casas.

    As reformas liberais do século XIX reorganizaram administrativamente o território. Em 1855 extinguiram-se os municípios de Gouveia, Gestaço e Santa Cruz de Ribatâmega, tendo o de Amarante recebido a maioria das suas freguesias e ainda algumas de Celorico de Basto.

    O apogeu cultural dá-se nos inícios do século XX, graças a amarantinos como Teixeira de Pascoaes, nas Letras, e Amadeo de Souza-Cardoso, na Pintura.

    Amarante foi feita Dama da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito a 21 de novembro de 1925.

    Amarante adquiriu estatuto de cidade a 8 de julho de 1985, sendo esta também a data do seu feriado municipal.

  3. Manhã Casa Mateus

    O Palácio ou Solar de Mateus está situado na freguesia de Mateus, concelho de Vila Real. Foi mandada construir na primeira metade do século XVIII pelo 3º Morgado de Mateus, António José Botelho Mourão. A casa foi sempre administrada pela família Sousa Botelho. O projeto deste palácio foi presumivelmente desenhado pelo arquiteto Nicolau Nasoni.

  4. 13:00 Almoço
  5. Tarde Visita e Degustação de Vinhos em Quinta no Douro

    A visita e degustação têm aproximadamente a duração de 90 minutos

  6. 18:15 Porto
Preçário

Preço Grupos :
94€ / Pessoa  Mínimo 2
Dos 0 aos 3 Anos – Gratuito
Dos 4 aos 12 Anos – Pagamento de 50%

Local de Pick Up e Drop Off:

Avenida dos Aliados, Pick up em outros
lugares requer confirmação antecipada e sujeito a taxas extras

Instruções de redenção:

Apresentar o Voucher ao responsável pelo Tour

Idiomas:

Português, Inglês, Espanhol

Restrição de Datas:

Não disponível nos dia 1 de Janeiro e 25 de Dezembro

Apresentar o voucher no inicio da viagem

Calçado e roupa confortável

Reservas sujeitas a confirmação

Avaliação Geral
4/5
Duncan Econo
Reviewed On 05/05/2016
4/5

This has been one of the best travel tours I have had a chance to experience in my life time. I am totally and utterly amazed by this tour. I wish I had taken a better camera with me, but thankfully the tour operator provided his spare one that worked just fine.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO