Aveiro Tour – Passeio de Moliceiro, Ovos Moles, Museu Maritimo Ílhavo com almoço incluído – Dia completo

80

desde 80

Aveiro Tour

Em Aveiro tudo é genuíno, colorido e alegre. Aconselha-se roupa prática para poder andar de barco. Se quiser, fazer “pendant” use roupa às risquinhas coloridas – vai perceber porquê! – Aveiro Tour

É absolutamente obrigatória a viagem pela ria nos barcos típicos – os moliceiros. Esta é a melhor perspetiva para descobrir os edifícios históricos de Arte Nova, as salinas, os armazéns de peixe, as pontes e até a zona moderna da cidade.
Uma vez com os pés em terra firme, haja estômago para descobrir os sabores apetitosos de Aveiro. Os ovos moles e as raivas são os doces mais tradicionais e podem ser acompanhados com o famoso Licor de Alguidar – assim chamado por ser neste utensílio que o licor era deixado em repouso pelas gentes da terra.

E se até então deambulamos pelo centro da cidade, convém realçar que esta é uma cidade à beira-mar plantada e, desde sempre, o mar interferiu com os desígnios de Aveiro. Uma visita ao Museu Marítimo de ílhavo permite-nos embarcar nesta onda de conhecimento. Para além de ter um incomum aquário de bacalhaus, o Museu é um forte testemunho desta forte ligação: desde as fainas na Ria e ao longo do litoral português às longas jornadas de pesca do bacalhau nos mares da Terra Nova e da Gronelândia.

Por fim, é absolutamente indispensável conhecer a praia da Costa Nova. Prepare a máquina fotográfica, porque é daqui que vai levar as recordações mais coloridas! Em tempos, esta era uma praia de pescadores, hoje é uma zona dedicada ao turismo. Os armazéns que serviam para guardar as alfaias da atividade piscatória, conhecidos como “Palheiros”, são hoje residências balneares. São pintados às riscas com cores quentes e vibrantes, num contraste irresistível e fotogénico.

 

Vale a viagem porque:

É absolutamente obrigatória a viagem pela ria nos barcos típicos – os moliceiros. Esta é a melhor perspetiva para descobrir os edifícios históricos de Arte Nova, as salinas, os armazéns de peixe, as pontes e até a zona moderna da cidade.

Uma vez com os pés em terra firme, haja estômago para descobrir os sabores apetitosos de Aveiro: os ovos moles e as raivas são os doces mais tradicionais e podem ser acompanhados com o famoso Licor de Alguidar – assim chamado por ser neste utensílio que o licor era deixado em repouso pelas gentes da terra.

E se até então deambulamos pelo centro da cidade, convém realçar que esta é uma cidade à beira-mar plantada e, desde sempre, o mar interferiu com os desígnios de Aveiro. Uma visita ao Museu Marítimo de ílhavo permite-nos embarcar nesta onda de conhecimento. Para além de ter um incomum aquário de bacalhaus, o Museu é um forte testemunho desta forte ligação: desde as fainas na Ria e ao longo do litoral português às longas jornadas de pesca do bacalhau nos mares da Terra Nova e da Gronelândia.

Por fim, é absolutamente indispensável conhecer a praia da Costa Nova. Prepare a máquina fotográfica, porque é daqui que vai levar as recordações mais coloridas! Em tempos, esta era uma praia de pescadores, hoje é uma zona dedicada ao turismo. Os armazéns que serviam para guardar as alfaias da atividade piscatória, conhecidos como “Palheiros”, são hoje residências balneares. São pintados às riscas com cores quentes e vibrantes, num contraste irresistível e fotogénico.

O que está Incluído e excluído do tour num piscar de olhos
O que está incluído neste tour?Items que estão incluídos no preço do tour.
  • Transferes em Carrinha de luxo de 9 lugares
  • Tour Guiado
  • Almoço
  • Entradas no Museu Marítimo de Aveiro
  • Passeio de Moliceiro
  • Prova de sabores de Aveiro
  • Praia da Costa Nova
O que não está incluído neste tour.Items que não estão incluídos no preço do tour.
  • Despesas Pessoais
  • Gratuitidades
  1. 9H:00 Partida Porto
  2. 10H:00 Chegada Aveiro
  3. Manhã Passeio de Moliceiro

    Moliceiro é o nome dado aos barcos que circulam na Ria de Aveiro, região lagunar do Rio Vouga. Esta embarcação era originalmente utilizada para a apanha do moliço (algas e outras plantas marinhas usadas como adubo), mas atualmente estas embarcações são usadas para fins turísticos.

    São realizados diversos passeios de barco moliceiro em Aveiro, no entanto o mais comum é o passeio pelos quatro canais urbanos da Ria: Canal Central, Canal da Pirâmides, Canal do Cojo e Canal de São Roque. Ao longo deste passeio de barco podemos apreciar os edifícios históricos de Arte Nova, as marinhas de sal de Aveiro, os palheiros de sal e os armazéns de peixe. Diversas pontes atravessam os canais, com especial destaque para a ponte de Carcavelos. O passeio de moliceiro pela Ria de Aveiro permite ainda admirar a zona moderna da cidade, com especial destaque para o Fórum Aveiro e para o Mercado Manuel Firmino. No final do Canal do Cojo, encontramos a antiga Fábrica de Cerâmica Campos, edifício que foi recuperado para alojar a Câmara de Aveiro, o Instituto de Emprego e o Centro de Congressos de Aveiro.

    É um dos ex-libris de Aveiro, em conjunto com os Ovos Moles e a Universidade de Aveiro. De entre os barcos típicos da região, o moliceiro é considerado o mais elegante; apesar da decoração colorida e humorística, é um barco de trabalho para a apanha do moliço, o qual era a principal fonte de adubagem nas terras agrícolas de Aveiro.

    São barcos de borda baixa para facilitar o carregamento do moliço. Os moliceiros têm uma proa e uma ré muito elegantes que normalmente estão decorados com pinturas que ridicularizam situações do dia a dia. O comprimento total é cerca de 15 metros, a largura de boca 2,50 metros. Navega em pouca altura de água. O castelo da proa é coberto. Como meios de propulsão usa uma vela, a vara e a sirga. A sirga é um cabo que se utiliza na passagem dos canais mais estreitos ou junto às margens, quando navega contra a corrente ou contra o vento. É construído em madeira de pinheiro.

  4. Manhã Prova de Sabores de Aveiro
    • Ovos Moles
    • Raivas
    • Licor de Alguiar
  5. Manhã Salinas

    A exploração de sal na região de Aveiro remonta a uma época anterior à existência da própria Ria de Aveiro, sendo o primeiro documento escrito sobre o salgado aveirense anterior à fundação da nacionalidade.

    Ao longo dos séculos, a instabilidade da barra (isolamento em relação ao mar) representou um fator decisivo na variação do número e produção das salinas, que se traduziu por períodos de decadência, intercalados por períodos muito favoráveis à produção, como aconteceu em 1572 em que, dada a situação favorável do estado da barra, o elevado e progressivo índice comercial e marítimo, Aveiro se transformou num dos melhores portos de Portugal, havendo um grande incremento na comercialização de sal e na pesca do bacalhau. Em 1808 abriu-se finalmente a barra nova (sistema artificial que permite a entrada de água do mar), facto de excecional importância para o futuro de Aveiro e de toda a sua região.

  6. 13H00 Almoço
  7. Tarde Museu Marítimo Ilhavo

    O Museu foi fundado a 8 de agosto de 1937 e o atual edifício foi inaugurado a 21 de outubro de 2001.

    Seu acervo reúne objetos relacionados com a pesca do bacalhau e com as fainas agro-marítimas da Ria de Aveiro.

    Em 2013 foi inaugurado um aquário com bacalhaus.

  8. Tarde Praia da Costa Nova

    A praia da Costa Nova do Prado, também conhecida apenas por Costa Nova, situa-se na costa ocidental de Portugal, na linha de costa da Ria de Aveiro. Localiza-se no município de Ílhavo, tal como a Praia da Barra, na Região Centro de Portugal.

    Teve a sua origem na abertura da barra da Ria de Aveiro, a partir do ano de 1808. A designação, julga-se, dever-se-à a dois factos. O primeiro, ”Costa Nova”, em oposição à ”Costa Velha” (São Jacinto). Em segundo lugar deve-se ao facto de, neste local, ter existido um enorme e verdejante prado.

    É uma das excelentes praias portuguesas para a prática de desportos náuticos, já que, além da frente atlântica, dispõe também de uma frente ribeirinha para o Canal de Mira da Ria de Aveiro. Além de um dos mais antigos clubes de vela da Ria de Aveiro – o Clube de Vela da Costa Nova -, lá se encontram ainda localizadas escolas de kitesurf, canoagem e surf, entre outras modalidades desportivas, com destaque para uma das novidades: o Paddle Surf. A Praia é também atravessada por uma moderna ciclovia/ecovia que a liga quer à Ponte da Barra e à Praia da Barra quer à Praia da Vagueira, ficando esta no vizinho município de Vagos. Uma das atividades mais frequentes é o minigolfe, por via do clube que aqui se instalou há várias décadas. Dispõe também de vários recintos desportivos ao ar livre: ténis e futebol.

    Gastronomicamente, a ”tripa”, um dos mais afamados doces regionais, surgiu na Costa Nova. No Mercado do Peixe que aqui se encontra é possível adquirir marisco previamente confecionado, especialmente ao fim de semana. Anualmente, em agosto, realiza-se o Ria a Gosto – Festival de Marisco da Costa Nova. Aqui existem muitos e bons restaurantes, especializados em bacalhau, peixe fresco (grelhado ou em caldeiradas) e, ainda, mariscos da Ria de Aveiro.

    O ex-libris desta praia são os ”palheiros” (casas com listas coloridas verticais ou horizontais intercaladas), antigos armazéns de materiais de pesca, ou armazéns de salga da sardinha, atualmente convertidos em residências balneares.

  9. 18:00 Chegada ao Porto
Preçário

Preço Grupos : 80€/Pax
0 a 3 anos – Gratuito
4 a 12 – Pagamento de 50 %

Local de Pick Up e Drop Off:

Avenida dos Aliados, Pick up em outros
lugares requer confirmação antecipada e sujeito a taxas extras

Instruções de redenção:

Apresentar o Voucher ao responsável pelo Tour

Idiomas:

Português, Ingles, Espanhol

Restrição de Datas:

Não disponível nos dia 1 de Janeiro e 25 de Dezembro e Segundas-Feiras

Apresentar o Voucher ao responsável pelo Tour.

Calçado e roupa confortável

Reservas sujeitas a confirmação

Avaliação Geral
0/5

DEIXE O SEU COMENTÁRIO